Mar 222018
 

Nesta quarta-feira, 28 de Março de 2018, pelas 16.00 horas, na Escola de Artes e Ofícios de Quelelé em Bissau, a ONG AD-Acção para o Desenvolvimento, em parceria com AIN-Associazione Interpreti Naturalistici, COAJOQ-Cooperativa Agrícola dos Jovens Quadros e o Governo Regional de Cacheu, animadores do Memorial da Escravatura e do Tráfico Negreiro de Cacheu, organizam a celebração do Dia Internacional em Memória das Vítimas da Escravatura e do Comércio Transatlântico de Escravos.

Em 2007 a Organização das Nações Unidas escolheu o dia 25 de Março para honrar a memória de milhões de vítimas do sistema da escravatura, visando também sensibilizar sobre as suas formas mais modernas, alimentadas pelo racismo que continua a nutrir preconceitos e discriminação, bem como as situações dos atuais fenómenos de migrações forçadas e tráficos de seres humanos, entre outras.

Este ano o Memorial da Escravatura e do Tráfico Negreiro de Cacheu quere chamar atenção sobre às condições dos migrantes que se encontram sujeitos a novas formas de exploração escravista, entre os campos de Líbia e as crianças trabalhadoras. Durante a cerimonia, serão ainda apresentadas as atividades do Memorial e a sua programação para 2018. A cerimónia contará com a participação das diferentes organizações participantes no projeto, autoridades nacionais e internacionais.

A cerimónia realiza-se este ano no quadro do projeto “Cacheu, di si cultura i Istoria implementado no período de 2016-2019 pela ONG AD-Acção para o Desenvolvimento em parceria com AIN onlus, COAJOQ e Governo Regional de Cacheu, e financiado pela União Europeia.

Comunicado de Imprensa